Volkswagen interrompe venda de viaturas afetadas pelo ‘dieselgate’ na União Europeia

0

Pouco após o anúncio do recall (chamada às oficinas), na União Europeia, de cerca de 8,5 milhões de veículos a diesel contendo o software que falseia os reais valores das emissões de óxidos de azoto (NOx), o grupo Volkswagen decidiu retirar dos stands os carros a gasóleo novos abrangidos pelo escândalo.

A agência noticiosa Reuters avança a informação de que Volkswagen interromperá, na União Europeia, a comercialização de veículos a gasóleo novos que contenham o kit que manipula os níveis de emissões poluentes de NOx em ambiente de teste.

A ação de suspensão abrange um número delimitado de veículos dotados de motores diesel ao abrigo da diretiva Euro 5 (EA 189), que serão para já retirados dos concessionários. Depois de corrigido o problema com as emissões poluentes, os automóveis em questão regressarão aos stands para serem novamente colocados à venda.

A informação agora noticiada pela Reuters tem como base uma fonte do grupo automóvel germânico e corrobora aquilo que já anteriormente tinha sido avançado pela revista alemã Automobilwoche.

Na passada semana a Volkswagen anunciou a chamada às oficinas de um total de 8,5 milhões de veículos na União Europeia, depois de o regulador alemão ter chumbado a proposta inicialmente apresentada pelo grupo, que sugeria serem os condutores dos automóveis afetados a levá-los às oficinas para reparação.

Conheça também a dimensão do escândalo Volkswagen em Portugal.

Proteja a frota automóvel da sua empresa com a geolocalização.

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade

Leave A Reply