Vendas para frotas e liderança do Série 1 marcam as transações da BMW Portugal em 2014

0

Confortavelmente posicionada no top 5 das marcas que mais carros venderam em Portugal no ano de 2014, a BMW teve um claro “vencedor” e líder – o Série 1. Este ano a marca germânica revelará muitas novidades e conta com outros tantos desafios pela frente, entre os quais a “eletrificação”. Parece ser essa a palavra-chave de 2015, graças à criação de benefícios fiscais para as empresas que introduzirem viaturas elétricas nas respetivas frotas. A BMW portuguesa está atenta à tendência que promete marcar o mercado e tem para ela uma resposta e uma aposta: o BMW Série i3.

O Série 1 assumiu a liderança das vendas da BMW

Em 2014, um único modelo e uma única versão de motor e equipamento assegurou quase 28% das vendas da BMW em Portugal: o Série 1 de 5 portas 116 D Efficient Dynamics, com emissões de CO2 de 99 g/km. Com 2.949 unidades, foi também o veículo da marca mais vendido para frotas.

Ao longo do ano, a marca alemã matriculou 10.617 viaturas, mais de metade das quais para empresas: “A previsão da ACAP para este ano aponta para um crescimento de mercado entre 8% a 10% e a nossa perspetiva na área das empresas é de acompanhar este crescimento. Acreditamos também que, em 2015, continuará a recuperação do mercado dos clientes particulares”, assegura João Trincheiras, diretor de comunicação da BMW Portugal.

“A BMW este ano tem agendados lançamentos muito importantes para o mercado empresarial com ganhos claros de eficiência e consequentemente redução de custos. Os mais importantes são os novos Série 1 e Série 6. Embora em 2015 estejam previstas 15 novidades automóveis no grupo BMW, incluindo MINI e Rolls Royce”.

 

2015 será o ano do BMW i3?

O elétrico Série i3 é a aposta da marca germânica em 2015No geral, em Portugal, a Série 1 foi a mais procurada com 3458 unidades (32,6%). Seguiram-se as Série 3 (29,6%) e Série 5 (14,3%).

Outro modelo destacou-se e, por uma unidade apenas, não foi o mais vendido da sua classe: o BMW Série i3 inteiramente elétrico matriculou 59 unidades, enquanto a versão PHEV apenas 13.

“2015 será um ano que iniciaremos a “eletrificação” do mercado empresarial com o BMW i3, que responde na perfeição às exigências deste mercado. Devido às alterações fiscais introduzidas este ano, existe uma oportunidade importante de redução dos custos totais de utilização das frotas com a introdução de viaturas elétricas, como o BMW i3 e todos os serviços associados, tal como o 360º electric”, assegura o responsável pela comunicação da marca em Portugal.

Fonte: Fleet Magazine

Share.

Leave A Reply