Tecnológica portuguesa disputada por Euronext e Deutsche Börse

0

A Inosat poderá ser a primeira portuguesa a estrear-se no Alternext ou no Entry Standard, as bolsas direccionadas às pequenas e médias empresas.

A Inosat, empresa nacional na área da localização utilizando tecnologia GPS, parece ter programado o seu sistema de navegação para a orientação correcta: a tecnológica portuguesa está actualmente a ser disputada pela Euronext e pela bolsa de Frankfurt para se estrear no Alternext ou no Entry Standard, as montras alternativas que têm como objectivo atender às necessidades das pequenas e médias empresas que procuram acesso simplificado ao mercado de capitais.

“Neste momento o desenrolar da nossa actividade necessita de capital intensivo, em particular se queremos acompanhar o crescimento exponencial que a procura dos nossos serviços está a ter a nível mundial”, explicou o CEO da Inosat, Jorge Carrilho, em declarações ao Diário Económico. “Visto não ser viável recorrer apenas a financiamento bancário para sustentar este crescimento procuramos diversificar as fontes de financiamento”, justificou o responsável.

A Inosat está assim a um passo de se tornar a primeira empresa portuguesa a estrear-se seja no Alternext, pertencente à Euronext, como no Entry Standard, da Deutsche Börse, que ainda não contam com qualquer representante nacional. Isto apesar de o presidente da Euronext Lisbon, Luis Laginha de Sousa, não se cansar de repetir às PME portuguesas que esta pode ser a alternativa para a obtenção de financiamento, sobretudo em tempos de crise. “As empresas têm que ter exposição internacional para não ficarem apenas expostas ao mercado doméstico”, referia Luis Laginha em entrevista ao Etv, no final do ano passado.

Fonte: Diário Económico

Share.
Saiba mais sobre:   História e Evolução

Leave A Reply