Táxistas reuniram com o Governo para a apreensão dos veículos Uber

0

Mais um capítulo na longa guerra entre táxis e Uber. Desde a entrada desta empresa em Portugal que o setor dos táxis, representado pelas suas associações, tem vindo a reclamar um maior controlo das atividades deste novo operador de transportes de passageiros.

Reunião e Exigências

A Associação Nacional dos Transportes Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL) e a Federação Portuguesa do Táxi (FPT), reuniram-se com responsáveis do Ministério da Administração Interna, que tutela a pasta dos transportes, para exigir a apreensão das viaturas das empresas Cabify e Uber.

Os argumentos são já conhecidos. As associações defendem que a atividade exercida por estas operadoras é “ilegal”. “É preciso parar com este tipo de viaturas” disse o presidente da FPT, Carlos Ramos.

“ A legislação, hoje, permite que a polícia, além das coimas que não resolvem o problema, possam também apreender o objeto que está a causar crime” refere o responsável da FPT que assume “ não estamos contra a existência das plataformas e acho que devem ser regulamentadas. Não concordamos é com a desregulamentação que se pretende fazer ao nosso setor para facilitar o acesso das viaturas para trabalharem com estas plataformas”.

Fonte: Transportes em Revista

Controle, em pormenor, a atividade das suas máquinas e pesados nas diferentes obras. 

Roubo de combustível: quanto custa à sua empresa?

Dependendo da tipologia de veículo e da respectiva capacidade dos depósitos, um único roubo de combustível pode representar para a empresa um prejuízo que pode ir desde algumas dezenas de euros até…
Leer Mais »

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade

Leave A Reply