Tacógrafo digital – Inosat apresenta a descarga remota de dados com o InoTacógrafo

0

Chegou ao mercado uma solução que facilita a gestão do tacógrafo digital e acaba com os seus inconvenientes: o InoTacógrafo. Lançado pela Inosat, empresa especializada em soluções de georreferenciação e gestão de frotas, este produto lê em tempo real a atividade registada nos tacógrafos, faculta informação sobre os tempos de condução e descanso dos motoristas, auxilia a gestão das infrações e permite a descarga remota dos dados dos tacógrafos. A. Magalhães, gestor de produto para Portugal do Inofrota, explica as características e principais vantagens do InoTacógrafo.

O que é e como funciona o InoTacógrafo?

É uma nova solução desenvolvida pela Inosat que permite às empresas o acesso remoto aos tacógrafos digitais.

A unidade Inofrota, geralmente utilizada para a georreferenciação e gestão de frota, uma vez instalada no veículo poderá ser ligada aos tacógrafos digitais, o que irá permitir às empresas por um lado efetuar a leitura em tempo real dos dados do tacógrafo – ou seja, o gestor de frota passa a ter a possibilidade de aceder, através do computador, a toda a informação que o tacógrafo vai registando – e por outro proceder à descarga remota dos dados do tacógrafo. As empresas têm, obrigatoriamente, de proceder não só a essa descarga, como de conservar os respetivos dados para eventualmente os apresentar às autoridades competentes.

Quais são as funcionalidades mais úteis e as principais vantagens do uso do InoTacógrafo…

  • Para os motoristas?   

A legislação nesta área é algo complexa quer em termos dos tempos de condução permitidos, quer dos tempos de repouso e descanso obrigatórios. Existem limites máximos para os tempos de condução contínua e tempos diários, semanais e bissemanais acumulados. Por exemplo: são permitidas 9 horas de condução por jornada, mas duas vezes por semana este tempo de condução poderá estender-se até 10 horas. A complexidade mantém-se quando falamos dos tempos das pausas e repousos diários, semanais e bissemanais.

Todas estas variáveis sO InoTacógrafo faculta em tempo real informações sobre os tempos de condução e descanso dos motoristas e permite a configuração de alertas que os ajudam a gerir melhor o seu tempo e evitar multas por incumprimento.ão difíceis de controlar e gerir, sobretudo para o motorista que tem de se preocupar com o veículo, a carga e o percurso. O InoTacógrafo vem possibilitar esta gestão não só através da informação disponibilizada em tempo real (que permitirá ao gestor de frota orientar o motorista), mas também através de alarmes que poderão alertar o motorista que o seu tempo de condução está a chegar ao fim ou que se aproxima um período de descanso obrigatório.

  • Para os gestores de frotas?

A leitura em tempo real pelo InoTacógrafo disponibiliza os dados já processados ao gestor de frota, o que o ajuda a atribuir e gerir melhor os seus serviços.

Podemos dar como exemplo um caso prático: Imagine-se que existe uma carga para levantar em Madrid e que temos um motorista em Viseu e outro em Lisboa. Havendo disponibilidade, a tendência seria enviar o motorista que está em Viseu a Madrid. Mas imaginemos que este motorista está prestes a completar o número de horas de condução semanal permitida (o que o obrigará a um período de repouso). Assim sendo, o gestor de frota sabe de imediato que terá de atribuir o serviço ao motorista que está em Lisboa. É muito complicado fazer este trabalho manualmente, sem uma ferramenta que auxilie na gestão destas informações.

Com o InoTacógrafo os gestores de frotas podem ajudar os condutores, atribuir-lhes e gerir os seus serviços tendo em atenção os tempos disponíveis para conduzir e os descansos obrigatórios. Sem uma ferramenta como esta corre-se o risco de incorrer em infrações que resultam em multas de montantes elevados. Estas penalizações podem resultar não só da fiscalização  do tacógrafo efetuada pelas autoridades na estrada, mas também a posteriori, meses depois, com fiscalização dos dados descarregados efetuada pelas autoridades na empresa.

Outra vantagem para os gestores é precisamente a gestão destas multas. Imaginemos que um condutor já gastou o tempo de condução que lhe era permitido e ultrapassou-o por 1 minuto. Se as autoridades analisarem esses dados, ele vai ser penalizado. Porém, se ele conduzir durante 29 minutos para além do período permitido, a sanção será rigorosamente a mesma. A partir do momento em que o gestor de frota tem acesso a esta informação em tempo real pode fazer também a gestão de multas e, num cenário destes, optar por dar indicação ao condutor para continuar a condução até ao limite do tempo em que o valor da multa se agravaria.

  • Para as empresas?

Para as empresas as vantagens são aquelas que já referimos: evitar multas ou, caso sejam inevitáveis, geri-las.

Mas há também vantagens na descarga remota dos dados. Isto porque essa operação de descarga dos dados do motorista e do tacógrafo tem de ser feita usando o cartão de empresa. Os dados do cartão de motorista têm de ser descarregados a cada 28 dias e os do tacógrafo a cada 90 dias. Isto implica que os veículos vão até à empresa ou que alguém vá até aos veículos, leve consigo o cartão de empresa e extraia os dados, guardando-os obrigatoriamente em suporte digital para eventual futura consulta por partes das autoridades. Estamos a falar acima de tudo de empresas de transporte cujos camiões estão em constante circulação. Parar significa perder dinheiro, sobretudo no caso do transporte internacional, pois nem sempre o camião está na empresa a cada 28 dias.

Através da ligação da unidade Inofrota ao tacógrafo digital, o InoTacógrafo permite a descarga de dados à distância.Temos, por exemplo, casos como o de uma empresa, que tinha um profissional cuja função era correr o país “de lés a lés” para ir ao encontro dos vários camiões e fazer essa descarga. Existem também centros onde é possível faze-la, sendo depois os dados enviados remotamente para a empresa, mas esses centros não existem em qualquer lado e podem obrigar o camionista a fazer desvios de muitas dezenas de quilómetros porque está a chegar ao prazo-limite da descarga.

O InoTacógrafo evita esses inconvenientes e gastos, já que a descarga é automática; o aparelho está programado para faze-la em datas determinadas e os dados ficam sob a guarda da empresa ou sob a custódia da Inosat, podendo ser conservados durante o tempo que for necessário.

Essa descarga de dados, para acontecer, só necessita de ser programada no InoTacógrafo?

A descarga remota de dados pode ser feita de duas formas:

– Na primeira opção a descarga fica à responsabilidade do cliente/empresa – este tem de ligar-se à nossa aplicação, utilizando o cartão da empresa e um leitor de cartões. É um processo muito simples, em que o cliente é que decide quando efetua a descarga e em que os dados ficam no seu computador à sua responsabilidade.

– Outra opção é o cliente/empresa facultar à Inosat uma cópia do cartão de empresa e nós procedemos à descarga automática dos dados e a sua conservação fica à nossa responsabilidade, ficando o cliente livre de preocupações.

Estou muito interessado no InoTacógrafo; onde o posso comprar?

O que deverá fazer é contactar a Inosat identificando a marca e modelo dos tacógrafos para que possamos validar compatibilidade dos mesmos com a solução InoTacógrafo. O InoTacógrafo destina-se apenas a tacógrafos digitais de marca e modelo compatíveis — mais concretamente, das duas marcas predominantes no mercado: a Continental/VDO e a Stoneridge.

Para saber mais sobre esta solução aconselha-se a visita a http://tacografo-digital.pt/

E como faço para instalar o InoTacógrafo?

A instalação é feita pelos nossos técnicos especializados, que vão ao encontro dos clientes em qualquer ponto do país, permitindo maior conforto e evitando custos de deslocação dos veículos por parte do cliente. Durante a instalação o InoTacógrafo é configurado para as funções que o cliente pretende: a leitura em tempo real e/ou a descarga de dados nas condições pretendidas.

Aumente a eficiência da gestão de frotas de pesados com o InoTacógrafo.

Share.

Leave A Reply