Renting cresce 1,49% no primeiro trimestre

0

Enquanto o ‘leasing’ cai, a actividade de ‘renting’ cresceu 1,49% no primeiro trimestre.

As empresas portuguesas estão a apostar cada vez mais na renovação das suas frotas automóveis através de ‘renting’, sistema de aluguer que já responsável por 98% dos contratos. Estes acordos, revela a Associação Portuguesa de Leasing, Factoring e Renting (ALF), geraram um volume de negócios de 800 milhões de euros no último ano, o que equivale a 35.471 viaturas adquiridas através deste regime.

No entanto, e “apesar do número de empresas que aderiram ao ‘renting’ ter crescido, os contratos têm estagnado nos 13%, pois o número de viaturas por frota reduziu”, afirmou António Oliveira Martins, vice-presidente da ALF, num encontro com a imprensa. Segundo a associação, no primeiro trimestre deste ano as empresas adquiriram 7.158 automóveis em ‘renting’, mais 1,49% face ao mesmo período do ano passado.

Embora estes números sejam animadores, o responsável mantém-se cauteloso em relação ao resto do ano. “Sabemos que em breve entram em vigor as medidas da ‘troika’, mas acreditamos que as pequenas e médias empresas [PME] poderão ajudar o sector. Carros velhos, que precisam de manutenção dispendiosa trazem mais prejuízos, que uma renda de um carro novo”, salienta.

in Económico

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade

Leave A Reply