Renovação da frota dos CTT: já chegaram as primeiras Peugeot Partner!

0

Há cerca de mês e meio noticiámos que os CTT se preparavam para operar uma renovação da frota de comerciais, tendo adquirido 604 novos veículos – 428 dos quais encomendados à fábrica PSA Peugeot Citroën de Mangualde. Ora, uma parte da encomenda já está nas mãos dos correios portugueses, que esta semana receberam as primeiras Peugeot Partner lusas.

A grande parte dos veículos encomendados pelos CTT foi produzida na PSA Peugeot Citröen de Mangualde.Os CTT receberam as primeiras unidades do veículo comercial Peugeot Partner, que foram entregues simbolicamente no Centro de Produção de Mangualde da PSA Peugeot Citroën. A cerimónia de entrega dos primeiros veículos contou com a participação do diretor da fábrica, Hamib Mezaib, do diretor de Operações e Distribuição dos CTT, Hernâni Santos, do diretor ibérico da Peugeot, Jorge Tomé, e do diretor comercial da empresa gestora de frotas, Finlog, Joaquim Gonçalves.

A Peugeot ganhou um concurso dos CTT para o fornecimento de 604 veículos comerciais ligeiros, onde se incluem 428 unidades do furgão Partner. Esta encomenda insere-se na política de renovação da frota dos CTT, que atualmente tem uma idade média de 3,3 anos.

A opção pelos veículos comerciais da Peugeot teve em conta critérios de racionalidade económica e ambiental, nomeadamente os consumos e as emissões. Em 2014, mais de 99 por cento dos contratos celebrados pelos CTT incluíram cláusulas ambientais. Prevê-se, além disso, que estes veículos promovam reduções de consumos na ordem dos três por cento ao ano (75 mil litros durante a sua vida útil) e das emissões de CO2, cuja poupança pode ascender a mais de 170 toneladas. De acordo com os dados do IPC (Internacional Post Corporation, uma organização setorial), os CTT foram o operador postal que mais reduziu a sua pegada de carbono a nível mundial no período 2008-2013: – 51 por cento.

Além dos CTT, o Centro de Produção de Mangualde da PSA Peugeot Citroën está igualmente a produzir veículos comerciais ligeiros para o operador postal francês, La Poste.
Por: Carlos Moura | Fonte: Transportes em Revistas | Fonte (imagens): CTT

Tem uma frota portuguesa e amiga do ambiente como os CTT? Proteja-a com a geolocalização!

Share.

Leave A Reply