Pingo Doce: camiões que abastecem cadeia seguem sob escolta

0

Uma coluna de 32 camiões da Jerónimo Martins, grupo detentor da cadeia de supermercados Pingo Doce, partiu às 11h45 do Porto em direcção a Modivas, Vila do Conde, sob escolta da GNR e obrigando ao corte, durante vários minutos, do trânsito na Circunvalação por «motivos de segurança».

O comboio de veículos concentrou-se na Circunvalação do Porto, numa fila que se estendeu entre a Rotunda da ‘Anémona’ e a entrada para o Parque da cidade, no sentido poente-nascente.

Dois motoristas da frota, que preferiram o anonimato, afirmaram à Lusa ter recebido indicações para se concentrarem neste local, de onde sairão para o armazém da Jerónimo Martins em Modivas, acompanhados pela GNR «por motivos de segurança».

Um dos motoristas referiu que estes camiões saíram cerca das 08:30 do armazém em Modivas já acompanhados pela GNR até ao Porto, para daí seguir cada um para as suas lojas, tendo recebido instruções para se concentrarem, após a descarga das mercadorias, no Porto para seguir para Modivas para novo carregamento.

«Eu fui a Vizela e vim e não vi nada, não tive problemas», disse um dos motoristas, tendo o outro adiantado que no seu percurso cruzou-se com um piquete mas nada aconteceu.

No local onde os veículos estiveram estacionados encontravam-se também agentes e veículos da PSP mas é a GNR a responsável pela escolta dos camiões no trajecto até Modivas.

in Lusa/SOL

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade

Leave A Reply