Mercado automóvel continua a crescer, embora com vendas mais modestas em julho

1

Julho de 2015 foi até agora, em termos de crescimento face ao período homólogo, o mês de maior acalmia no mercado automóvel português, desde que este começou a demonstrar sinais de revitalização há dois anos atrás. Embora registando um crescimento de 9,7% na venda de automóveis face a julho de 2014, o mês quente ficou bastante aquém dos resultados homólogos de dois dígitos (e por vezes acima dos 30%) obtidos em meses anteriores.

As vendas de automóveis ligeiros de passageiros cresceram 9,7% em julho, por comparação com o mesmo mês do ano passado. Apesar da evolução positiva, este foi o mês com o crescimento homólogo mais baixo desde que, em junho de 2013, a procura se animou e o setor começou a afastar-se de uma quebra profunda. Desde aquela altura, os crescimentos mensais homólogos tinham sido sempre superiores a dois dígitos e frequentemente acima da fasquia dos 30%.

Foram vendidos no mês passado 15.548 ligeiros de passageiros (em junho, tinham sido vendidos 21.063), segundo os dados publicados pela Associação Automóvel de Portugal (ACAP). Este valor eleva o total dos primeiros sete meses deste ano para 116.200 veículos, o que significa um crescimento de 29,2% face ao mesmo período do ano passado.

Em termos de unidades vendidas, este ano continua a ser o melhor para o setor desde 2010, quando os primeiros sete meses totalizaram 135.513 ligeiros de passageiros. A queda, que atirou o setor para números de meados da década de 1980, começou em janeiro de 2011, com a economia a dar sinais de problemas e meses antes do pedido de empréstimo internacional. O regresso ao crescimento só aconteceria dois anos e meio depois. O bom desempenho de 2015 assenta nos consumidores particulares e também nas empresas de aluguer de automóveis, que reforçaram as frotas para responder à procura suscitada pelo turismo.

Já as restantes categorias de automóveis, de que são vendidas muito menos unidades, tiveram ritmos de crescimento superiores ao dos ligeiros de passageiros. A procura por veículos comerciais ligeiros subiu 15,7%, para 2.538 unidades. Os pesados, por seu lado, subiram 34,5%, para 312 veículos. No total, o mercado automóvel registou 18.398 unidades vendidas no mês passado, mais 10,9% do que em julho de 2014.

Nos ligeiros de passageiros, a Renault chega a julho a liderar o mercado, com uma quota de 11,5%, correspondente a 13.406 automóveis. Porém, o ritmo de crescimento de 25% é inferior ao da concorrência, segundo os dados da ACAP. A Volkswagen, que ocupa o segundo lugar, tem uma quota de 9,7%, tendo registado uma subida de 32% em relação a 2014. Muito próxima surge a Peugeot, com uma fatia de 9,6% do mercado que se traduz num crescimento de 41,2%. Em quarto e quinto lugar, com quotas de 7%, estão a Mercedes e a BMW. Nos comerciais ligeiros, é líder a Renault, seguida da Peugeot e da Citröen.

No segmento mais luxuoso, os números revelam que em julho foram vendidos cinco Maserati, dois Ferrari, um Lamborghini, um Aston Martin e um Bentley.

Por: João Pedro Pereira | Fonte: Público | Fonte (imagem): Freeimages.com / Jean Scheijen

Proteja-se e ao seu carro novo contra o carjacking. Saiba mais.

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade

1 comentário

  1. Pingback: Venda de automóveis cresceu uns vigorosos 24% em Agosto

Leave A Reply

 

Privacy Preference Center

Estritamente Necessário

Cookies necessários para o correcto funcionamento do site.

GDPR, __stid, __unam, PHPSESSID, __cfduid

Análise Anónima

Estes cookies permitem-nos contabilizar visitas e fontes de tráfego para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Esta é uma ferramenta bastante útil, já que nos ajuda a conhecer as páginas com maior e menor popularidade, assim como a forma como os visitantes utilizam o site.

_ga, _gid, __sharethis_cookie_test__, popupally-cookie-1

Close your account?

Your account will be closed and all data will be permanently deleted and cannot be recovered. Are you sure?