Madrid não compra autocarros diesel a partir de 2012

0

A Empresa Municipal de Transportes (EMT) de Madrid decidiu abandonar para sempre a aquisição de autocarros equipados com motores diesel, a partir do próximo concurso de renovação de frota, previsto para 2012/2013. Afastada está também a hipótese de adjudicação de autocarros híbridos diesel. A decisão foi tomada pelo Ayuntamento de Madrid e anunciada por Pedro Calvo, Delegado de Segurança e Mobilidade da autarquia madrilena e presidente da EMT.

A terceira maior empresa de transporte público da Europa adoptou esta medida devido ao nível demasiado elevado de emissões de dióxido de azoto que saem dos tubos de escape dos motores diesel. “Se os fabricantes não forem capazes de oferecer uma tecnologia diferente da diesel nos motores dos autocarros, então não compraremos esses veículos”, avisou Pedro Calvo.

No último concurso público de aquisição de autocarros, 80 por cento dos veículos adjudicados pela EMT de Madrid estavam equipados com motores a gás natural (GNC). Apenas os veículos articulados e com dimensões diferentes das habituais possuem motor diesel. Para o concurso de 2012/2013, Pedro Calvo advertiu que os autocarros articulados não poderão ter motores diesel, “nem sequer na modalidade híbrida”. Em sua opinião, os “fabricantes têm de ser capazes de num curso espaço de tempo fazer uma aposta em veículos híbridos utilizando outros combustíveis que não o gasóleo”. A EMT de Madrid, recorde-se, já tem ao seu serviço cinco unidades com motor a etanol.

in Transportes em Revista

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade

Leave A Reply