IBM Desenvolve Baterias com Autonomia em Redor dos 800 Km

0

Sabendo que a autonomia é o principal problema dos automóveis elétricos atuais, a IBM está a trabalhar numa bateria que promete durar cerca de 800 quilómetros, possibilitando que esse tipo de veículos consiga defrontar os convencionais modelos a gasolina.

A informação é revelada pela revista New Scientist, que explica que ao invés de recorrer a tradicionais baterias de iões de lítio, a IBM está a trabalhar numa bateria de Lítio-Ar, tecnologia com potencial energético bastante superior em relação às de iões de lítio. Na prática, as baterias de Lítio-Ar tem densidade energética 1000 vezes superior, usando carbono que é mais leve e reage com o oxigénio do ar em seu redor para produzir corrente elétrica.

A IBM tem, no entanto, de contornar a principal limitação que diz respeito à instabilidade química no processo de carregamento, tornando-a pouco prática para utilização em automóveis. Neste sentido, Winfried Wilcke trabalha de forma determinada para perceber melhor as reações químicas que decorrem nas baterias de Lítio-Ar, tendo encontrado com o auxílio do laboratório de pesquisa da IBM em Zurique, um “modelo que parece ser muito promissor” e que pode resolver a questão da instabilidade.

A expectativa é ter agora um protótipo à escala real pronto em 2013, podendo a sua utilização comercial acontecer por volta de 2020.

Fonte: Volante

Share.
Saiba mais sobre:   História e Evolução

Leave A Reply