Há 350 postos de combustível ameaçados

0

A Associação Nacional de Revendedores de Combustíveis (Anarec) diz que desde 2007 fecharam 400 postos de abastecimento e perderam-se 1.400 postos de trabalho.

Agora, segundo avança o presidente da associação, Vergílio Constantino, ao jornal Público há outros 350 postos a apresentarem sinais preocupantes, os quais estão localizados na segunda linha da raia, que abrange até 70 quilómetros.

O jornal refere que na base das preocupações da Anarec estão as quebras no volume de vendas provocadas pelo sucessivo aumento dos preços dos combustíveis e pela diferença face aos valores praticados em Espanha.

A associação pediu ao Governo que autorize um regime fiscal transitório, refere o Público, lembrando que ontem o PS apresentou na Assembleia da República um requerimento onde se exige a possibilidade de se venderem combustíveis “low cost” nas zonas fronteiriças.

in Jornal de Negócios

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade

Leave A Reply