Greve de camionistas pode provocar dificuldades no sector agropecuário

0

A Associação de Produtores de Leite de Portugal (APROLEP) alertou hoje, em comunicado, que a greve dos camionistas pode “provocar graves dificuldades ao sector agropecuário”.

Por isso, pediram “bom senso” aos grevistas e que deixem passar os transportadores de produtores alimentares.

Segundo a associação, “há vacarias que não estão a receber encomendas de alimentos para os animais”, cuja entrega estava prevista para hoje.

Além disso, “vários motoristas que iam fazer recolha de leite” alegam que “têm recebido ameaças“, algo que os produtores lamentam.

Caso se mantenha o bloqueio dos silos de cereais no Porto de Leixões, a situação pode mesmo tornar-se “muito crítica”, sublinha ainda a APROLEP.

Os agricultores dizem que “compreendem as dificuldades do sector dos transportes“, até porque têm sofrido “aumentos nos preços das rações, combustíveis e adubos”, o que acaba por ter repercussão no preço final do que produzem.

Contudo, apelam aos camionistas que “permitam a passagem de alimentos para os animais e do próprio leite produzido“.

Isto porque são “produtos altamente perecíveis que têm que ser recolhidos diariamente e transportados para as fábricas”, para serem transformados e armazenados.

Não podemos deixar os animais morrer à fome nem deixar as vacas sem ordenhar”, apontam.
Dada a situação em que o sector se encontra, “seria catastrófico”, conclui a APROLEP no comunicado.

A paralisação das transportadoras teve início às 00h de hoje e é convocada pela Associação de Transportadores de Terras, Inertes, Madeiras e Afins (ATTIMA) e pela Associação Nacional das Transportadoras Portuguesas (ANTP), contando com o apoio da Associação Nacional de Transportes Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM).

in Jornal de Negócios

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade

Leave A Reply