Gestores de frota já podem respirar

0

A reabertura da AP-7 em La Junquera, na fronteira franco-espanhola, que se verificou ontem a meio do dia, permitiu solucionar alguns dos problemas dos transportadores bloqueados desde a passada segunda-feira em consequência do temporal de neve que se abateu na Catalunha.

Assim, os gestores de frota podem voltar a respirar, uma vez que as suas viaturas já estão em cumprimento do seu serviço. Recorde-se que, de acordo com António Lóios, presidente da ANTP, a situação é preocupante uma vez que “o custo de um carro parado pode situar-se entre os 370 e os 400 euros/dia”.

Apesar do (lento) regresso à normalidade – que pode ser de novo revertida, pois são esperados novos nevões devido a uma frente de ar frio -, os prejuízos são de monta para os cerca de sete mil camionistas portugueses que estiveram paralisados em várias estradas da Europa devido ao mau tempo, segundo a Associação Nacional de Transportadoras Portuguesas (ANTP). Também em França, Itália, Alemanha e Países Baixos houve camionistas retidos.

Saiba mais sobre as consequências do mau tempo para o sector dos transportes

 Relativamente às consequências do prolongar das condições meteorológicas desfavoráveis, António Lóios comentou: “O futuro a Deus pertence”. E lançou críticas ao Governo. “Gostava de ouvir uma palavra de solidariedade. Até agora, nada”.

in CargoNews

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade, Gestão de Frotas

Leave A Reply