Gasolina e gasóleo – preços podem descer até três cêntimos na próxima semana

0

Com as recentes quedas na cotação do petróleo, a expetativa atual é de observar uma nova redução dos preços de vendas dos combustíveis. É, por isso, possível que pelo início da próxima semana se registem quedas de até três cêntimos por litro nos preços da gasolina e do gasóleo.

Muitos portugueses partem este fim de semana para as férias. Abasteceram os automóveis com combustíveis mais baratos, já que nas últimas semanas os valores de venda nos postos de abastecimento nacionais têm vindo a descer. Uma poupança maior só se atestar no arranque da semana, altura em que, tendo em conta a queda do petróleo nos mercados internacionais, gasolina e gasóleo voltam a baixar. Há margem para reduções até três cêntimos por litro.

O petróleo manteve, esta semana, a tendência de queda das últimas semanas. Tanto o West Texas Intermediate, nos EUA, como o Brent, no Reino Unido, estão em “mercado urso” (perderam ambos mais de 20% face ao último máximo), com o primeiro a cotar nos 47,7 dólares e o Brent nos 52,8 dólares. Desempenhos que se têm feito sentir também nas cotações da gasolina e do gasóleo, nos mercados.

A gasolina, que durante semanas disparou perante a procura elevada registada nos EUA, está a corrigir. O preço médio semanal da tonelada métrica deste combustível, que é o considerado na atualização dos valores de venda nos postos, caiu 4,94% para 581,06 euros. Uma descida acentuada que deverá traduzir-se, no arranque da semana, numa redução entre 2,5 e três cêntimos por cada litro deste combustível.

A pressão nas cotações foi igualmente registada no gasóleo, embora neste caso de forma menos expressiva. O preço médio nos mercados encolheu em 3,93% para 446,14 euros por tonelada métrica, evolução que de acordo com os cálculos realizados pelo Negócios permitirá aos consumidores pouparem entre 1,5 e 2 cêntimos no preço deste combustível a partir do arranque da próxima semana.

O gasóleo poderá, desta forma, passar a apresentar um preço médio na ordem dos 1,215 euros por litro, tendo em conta que de acordo com os dados da Direção-Geral de Energia e Geologia, referentes à última semana, o “diesel” estava a ser vendido a 1,233 euros. A gasolina estava a custar 1,539 euros, pelo que com a redução antecipada poderá passar a ser comercializado em valores em torno dos 1,51 cêntimos, em média.

Por: Paulo Moutinho | Fonte: Jornal de Negócios | Fonte (imagem): Freeimages.com / Kiril Havezov

Reduza os gastos em combustível da sua frota com a ajuda da tecnologia.

Share.
Saiba mais sobre:   Combustíveis

Leave A Reply