Galp: Cancelada greve nas refinarias

0


Os trabalhadores das refinarias da Galp Energia em Sines e Matosinhos desconvocaram a greve que deveria começar hoje, por alegado “terrorismo psicológico” por parte da entidade patronal.

A notícia foi avançada pelo Jornal de Negócios, que falou com um dos responsáveis sindicais, Hélder Guerreiro, que confirmou a informação: “a greve não vai para a frente. A empresa tem feito uma pressão tal sobre os trabalhadores, que considerámos não estarem reunidas as condições para avançar”. Depois de garantir que os trabalhadores estão com medo – uma vez que a empresa ameaça descontar do salário os dias de greve – o sindicalista lembra que esta situação é “ilegal” e confirma já ter avançado com “uma queixa-crime contra o director de recursos humanos”.

A greve tinha como objectivo protestar contra a actualização salarial de 1,5% definida para o ano de 2010, contrariando, assim, as expectativas dos funcionários, que defendem a distribuição, entre todos, dos lucros da companhia. A Galp justificou a decisão de não partilhar lucros, com os resultados do ano passado, que ficara abaixo dos 300 milhões de euros.

in Jornal i

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade

Leave A Reply