Empresas frotistas sofrem fraudes em acidentes

0

Cada vez mais motoristas de frotas sofrem acidentes provocados para receber o dinheiro da seguradora. De facto, no último ano, na Grã-Bretanha, este tipo de acidentes, conhecidos por “crash for cash” (acidente por dinheiro), aumentaram 30 por cento. A preocupação das empresas frotistas em relação a este fenómeno aumenta face a estes números.

“Estes criminosos têm como alvo veículos de empresas, pois estas normalmente têm seguros elevados”, explica James Heath ao Fleet News, director do departamento de fraude de uma seguradora britânica.

Este fenómeno tem tido uma evolução assustadora, mas o “modus operandi” destes criminosos é simples. Aproximam-se dos carros de trás e desligam a luz dos travões, assim como a marcha atrás, para que os outros condutores não consigam prever o seu comportamento. De seguida, provocam uma travagem brusca, que impeça o carro de trás de travar com segurança e assim embater no seu carro.

Segundo James Heath, este tipo de crime afecta principalmente as capitais de distrito e as zonas mais povoadas, com maior tráfego rodoviário. Nos últimos três meses, assistiu-se a um aumento de 21 por cento deste fenómeno.

Como evitar este crime?

Os motoristas devem manter-se atentos à estrada e moderar a velocidade, de modo a evitar serem vítimas deste crime.

Outro poderoso aliado contra este fenómeno é a tecnologia, segundo acreditam os gestores de frota britânicos. “A tecnologia existe. Temos de fazer uso dela”, defende Tim Bailey, responsável pela frota da empresa Helphire. De facto, os sistemas de gestão de frotas controlam a velocidade das viaturas e enviam alarmes para o gestor de frota quando os motoristas ultrapassam o limite de velocidade estipulado. Assim, o gestor de frota pode assistir a condução dos seus motoristas, e assim garantir a segurança da sua viatura e do condutor.

Conheça mais dicas para evitar este fenómeno

Share.
Saiba mais sobre:   Artigos, Gestão de Frotas

Leave A Reply