Condução agressiva preocupa gestores de frota

1

Segundo um inquérito realizado pelo portal de notícias britânico Fleet Directory, a condução agressiva é, actualmente, a maior preocupação dos gestores de frota, surgindo no top das cinco maiores “dores de cabeça” destes profissionais.

A condução agressiva totaliza 40 por cento dos votos, seguida pela condução a altas velocidades, que representa 27 por cento dos votos. A condução agressiva traduz-se por comportamentos de risco, como ultrapassagens e mudanças de faixa em situações perigosas, menosprezo dos sinais de STOP, de semáforos, e das regras do código da estrada em geral. Este tipo de comportamento é um dos principais responsáveis pela sinistralidade.

O mau funcionamento dos pedais é o que menos preocupa estes profissionais, representando apenas 6 por cento dos votos. As travagens repentinas surgem em quarto lugar, com 7 por cento. A falta de higiene na viatura é a terceira maior preocupação dos gestores, com 20 por cento dos votos.

“É compreensível mas ainda assim triste que a condução agressiva ainda preocupe tanto os gestores de frota”, comentou o porta-voz do Fleet Directory, Richard Lawton.

“Os motoristas têm de manter a calma em situações complicadas, mesmo que sejam eles próprios vítimas da má condução dos outros. Existem formações para motoristas para ajudá-los a melhorar o seu comportamento ao volante e a gerir situações de risco”, acrescentou.

SMS no topo das causas de acidentes

in Fleet News

Share.
Saiba mais sobre:   Artigos

Leave A Reply