Carros construídos a partir de 2018 serão capazes de ligar automaticamente para o 112

0

Depois de ter passado pelo Conselho de Ministros da União Europeia, o sistema “eCall” foi aprovado pelo Parlamento Europeu esta terça-feira. Tratar-se-á de um aparelho cuja função será ligar automaticamente para o Serviço de Emergência Europeu (112) em caso de acidente. O eCall tem como principais objetivos reduzir em cerca de 10% o número de mortes anuais e entre 40% e 50% o tempo de resposta dos serviços de emergência. Será presença obrigatória nos carros construídos a partir de 31 de março de 2018.

Todos os carros ligeiros vendidos a partir de 31 de março de 2018 terão de estar equipados com um aparelho que informa automaticamente os serviços de emergência quando há um acidente. Este sistema, pensado há mais de uma década e chamado eCall, foi aprovado nesta terça-feira pelo Parlamento Europeu, em votação final.

eCall é acionado sempre que há um choque. O equipamento envia diretamente para o Serviço de Emergência Europeu 112 informações como a localização da viatura, o sentido da marcha, o número de pessoas a bordo e os cintos de segurança utilizados.

Na prática, funciona como se fosse uma chamada para o 112. Mas a transmissão é automática, mesmo que os ocupantes estejam inconscientes. Como alternativa, o equipamento também pode ser acionado manualmente.

O objetivo é encurtar em 40 a 50% o tempo de resposta dos serviços de emergência e evitar 2500 mortes anuais nas estradas. Por ano, morrem cerca de 26.000 pessoas em acidentes de automóvel na União Europeia.

“O eCall é algo que o Parlamento Europeu vem pedindo desde 2003”, disse o eurodeputado português Carlos Coelho, que representou o grupo do Partido Popular Europeu nas negociações com os governos nessa matéria.

A ideia de tal sistema levantou dúvidas em relação à proteção de dados pessoais dos condutores. A solução encontrada foi garantir, na legislação, que os veículos não sejam rastreáveis através do sistema e que só se guardem as suas últimas três posições, de modo a permitir que se saiba em que direção segue.

Equipamentos semelhantes já estão disponíveis em automóveis à venda nalguns países, como nos Estados Unidos. A General Motors, por exemplo, comercializa o serviço de segurança OnStar, com base numa assinatura mensal ou anual. Outras marcas, como a Mercedes-Benz, incorporam nalguns modelos equipamentos que tentam minimizar o risco de acidentes ou reduzir a sua severidade.

O jornalista viajou a Estrasburgo a convite do Parlamento Europeu

Por: Ricardo Garcia | Fonte: Público| Fonte (imagem): Manuel Roberto

Proteja a sua frota automóvel com a ajuda da localização por GPS.

Share.
Saiba mais sobre:   Tecnologia

Leave A Reply

 

Privacy Preference Center

Estritamente Necessário

Cookies necessários para o correcto funcionamento do site.

GDPR, __stid, __unam, PHPSESSID, __cfduid

Análise Anónima

Estes cookies permitem-nos contabilizar visitas e fontes de tráfego para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Esta é uma ferramenta bastante útil, já que nos ajuda a conhecer as páginas com maior e menor popularidade, assim como a forma como os visitantes utilizam o site.

_ga, _gid, __sharethis_cookie_test__, popupally-cookie-1

Close your account?

Your account will be closed and all data will be permanently deleted and cannot be recovered. Are you sure?