Carros autónomos e tecnologia autoguiada no bom caminho mas ainda não é para já

0

Várias empresas das mais variadas áreas de atividade têm vindo a insistir na ideia de que o futuro dos automóveis passa pela tecnologia autoguiada. Porém, os avanços tecnológicos talvez ainda não permitam superar os problemas de segurança que são uma verdadeira ameaça aos passageiros.

Stefan Savage, professor de ciências computacionais na Universidade da Califórnia, é uma das vozes que se tem levantado contra o excessivo entusiasmo com este iminente futuro autoguiado. Para Savage “ainda estamos a um longo caminho de assegurar os veículos não autónomos, quanto mais os autónomos” segundo Tech2.

Várias empresas têm, nos últimos anos, investido na investigação e desenvolvimento de tecnologia que permita esta realidade autoguiada. Várias marcas realizaram testes com os seus veículos como a Google, Mercedes e a Tesla por exemplo.

A tecnologia

Essa tecnologia assenta na capacidade de sensores conseguirem determinar o meio envolvente do veículo, como objetos, peões, ciclistas e outros veículos. O software comunica com os sensores que determinam a direção e a velocidade indicada a seguir para evitar colisões e acidentes

O seu problema – Porque não estamos ainda preparados

Savage aponta várias falhas de segurança, identificando a necessidade de computadores e sensores extra e a conectividade da internet melhorada para que a tecnologia de carros autónomos superem os automóveis.

Por enquanto prevalecem vários problemas de segurança, relacionados com a falta de controlo dos serviços de conectividade, que poderão levar a ações de hackers que poderão com um telemóvel entrar no sistema do veículo, controlar os travões, motor e outros componentes do carro podendo ter consequências desastrosas para a segurança rodoviária.

De momento existem soluções de telemática que garantem a segurança do veículo bem como a sua eficiência e “saúde”. Em Portugal, a empresa líder de mercado no que diz respeito a serviços de telemática e localização é a Inosat, que foi a primeira empresa portuguesa a explorar esta área.

Fonte: Noticias ao Minuto (adaptado)

Vigie a atividade dos veículos da frota da sua empresa com soluções de localização por GPS.

 

Share.
Saiba mais sobre:   Tecnologia

Leave A Reply