Carros autónomos e a ameaça ao negócio das seguradoras

0

À medida que a segurança automóvel melhora significativamente e que a tecnologia se direciona cada vez mais para a existência de veículos com condução autónoma, as seguradoras automóveis poderão ter que alterar os seus procedimentos habituais e as bases dos seus modelos de negócio, segundo avança a Standart & Poor´s.

Segundo um relatório desta consultora, as tecnologias de segurança como a segurança automática, aviso de saída de pista, controlo eletrónico de estabilidade, airbags e encostos de cabeça activos, causaram uma grande redução no número de mortes originados por acidentes de viação na última década.

Esta realidade é semelhante àquela que se verifica no número de mortes de peões na sequência de acidentes de viação.

Principais conclusões:

  • Redução do número de queixas e denúncias, causada por melhores sistemas de impacto, reduzindo os danos, levando a uma provável quebra nos prémios das seguradoras
  • Consequente redução da necessidade de substituição do veículo, à medida que os carros autónomos se vão generalizando no mercado
  • Existirá uma preferência pelo sistema de rent-a-car
  • À medida que o número de carros autónomos em circulação comece a aumentar, existirá uma redução no número de seguros por veículo
  • O mercado das seguradoras irá “encurtar” nos próximos 15 a 20 anos

Fonte: Fleet News

Vigie a atividade dos veículos da frota da sua empresa com soluções de localização por GPS.

Share.
Saiba mais sobre:   Artigos, Atualidade

Leave A Reply