Camionistas ameaçam paralisação

0

Cerca de 250 empresas de transporte rodoviário aprovaram no sábado à noite a apresentação de um caderno reivindicativo que inclui descontos nas antigas SCUT e a criação de gasóleo profissional. Se não tiverem resposta positiva do Governo admitem paralisar.

As empresas de transporte ferroviário que integram a Associação Nacional das Transportadoras Portuguesas (ANTP) e a Associação de Transportadores de Terra, Inertes, Madeiras e Afins (ATTIMA) aprovaram, no sábado à noite, a apresentação de um caderno reivindicativo ao Governo, noticia hoje o “Público”. Caso não recebam uma resposta “positiva” do executivo, os camionistas admitem parar, mesmo sem o apoio da Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (Antram).

Os camionistas querem que o Governo lhes atribua descontos para circularem nas antigas auto-estradas sem custos para o utilizador (SCUT), a criação de gasóleo profissional, a alteração da legislação em matéria de pesos e dimensões dos veículos e que sejam contemplados apoios para todos os empresários que se candidatarem ao abate de viaturas, refere o jornal.

“A não ser que o Governo, esta semana, nos dê uma resposta cabal, positiva, objectiva”, as empresas de transporte ferroviário vão reunir-se no sábado e decidir medidas de protesto a pôr em prática logo na segunda-feira seguinte, afirmou Artur Mota, presidente da ANTP, aos jornalistas, à saída do encontro do último fim-de-semana.

in Jornal de Negócios

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade

Leave A Reply