Buzinão às portagens marcado para amanhã

0

Amanhã, a partir das cinco da tarde, um buzinão contra a aplicação de portagens em vias sem custos para o utilizador (SCUT) ameaça fazer ouvir-se de norte a sul do país. No Parlamento, o PSD adiou para dia 14 a votação de diplomas do PCP e BE que travam cobranças.

A contestação à aplicação de portagens nas SCUT está a subir de tom. E promete, amanhã, fazer ouvir-se de uma forma ensurdecedora, de norte a sul do país, com um buzinão que está a mobilizar as várias comissões de utentes.
Os protestos começarão a ouvir-se a partir das 17 horas, na maioria dos casos, e não têm hora para acabar. A excepção vai para a Via do Infante, no Algarve, com o final previsto para as 19.30 horas.

A mobilização popular acontece no mesmo dia em que estava prevista a votação na Assembleia da República dos projectos-lei de comunistas e bloquistas a revogar a cobrança de portagens nas SCUT Norte Litoral, Grande Porto e Costa da Prata, já a partir do dia 15. Tal não irá acontecer uma vez que o PSD inviabilizou ontem essa votação adiando-a para 14 de Outubro.

As críticas do PCP não se fizeram esperar. “O PSD tem tido posição ziguezagueante nesta matéria e naturalmente não quer ser confrontado, ou desejaria não ser confrontado, com o facto de ter recuado nesta questão, mas da nossa parte não deixaremos de colocar a questão em cima da mesa e de exigir que todos os partidos tomem uma posição”, criticou Bernardino Soares no final da conferência de líderes parlmentares.

Em declarações aos jornalistas, Luís Montenegro, vice-presidente da bancada social-democrata, rejeitou as críticas e reafirmou aposição “claríssima” do partido sobre esta matéria.

“O PCP quis votar no dia 8 sem discutir uma proposta de revogação, quando aquilo que resultou da posição do PSD foi que essa proposta vai ser discutida e votada no dia 14”.

“Uma iniciativa completamente intempestiva” é como o ministro dos Assuntos Parlamentares classifica o diploma do PCP. Jorge Lacão garante que o Governo “assumiu plenamente as suas responsabilidades” em matéria de portagens. E garante que o prazo previsto para a cobrança, a partir de 15 de Outubro, “vai iniciar-se com a normalidade que o Governo previu e que agora pode efectivamente concretizar”.

A convicção do governante choca com as posições das comissões de utentes e de órgãos do poder local, unidos na contestação à aplicação de portagens que, a partir de 15 de Abril, se alargarão às SCUT da Beira Interior, Litoral e Alta e no Algarve.

No caso das A24 e A25, Rui Costa, da Distrital de Viseu do Bloco de Esquerda, volta a denunciar a ausência de vias alternativas. E avisa que a aplicação de portagens poderá agravar a situação económica familiar de muitos operários que utilizam a A25 para trabalhar em grandes empresas, como a Martifer e a Peugeot.

Protestos de amanhã

Porto
A marcha começa às 17 horas a partir da VCI.

Espinho
Concentração na Rua 19, à 17 horas.

Aveiro
Concentração na Rotunda da Policlínica na EN 109, e posterior circulação na A29.

Esposende e Póvoa de Varzim
O buzinão é às 18 horas na Av. da Marginal de Esposente e na rotunda da Telecom, na Póvoa.

Viana do Castelo
Concentração às 17 horas na rotunda junto ao Hotel Áxis.

Alfena
Às 17 horas na rotunda da A41 em Alfena.

Viseu
Concentração, seguida de marcha, às 18 horas, na Avenida da Europa.

Algarve
Entre as 17 e as 19,30 horas, concentração na EN 125.

in Jornal de Notícias

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade

Leave A Reply