Aumento do preço dos combustíveis é “inevitável”

0

A Associação de Empresas Petrolíferas (APETRO) diz que é inevitável um novo aumento no preço dos combustíveis. Nos mercados internacionais, o preço do crude voltou no dia de ontem, quarta-feira, à tendência de subida, por causa da queda do dólar.

António Comprido, secretário-geral da APETRO, reconhece que a alta de preços nos combustíveis não ajuda à recuperação económica, mas considera inevitável a tendência de pressão ao nível dos custos das gasolinas. O dirigente sustenta não ser possível fugir às regras impostas pelo mercado.

Saiba aqui como poupar em combustível quando o preço aumenta

António Comprido diz que cabe ao Governo rever a fiscalidade sobre os combustíveis. “Não há mecanismos a nível nacional para influenciar os preços desses produtos. Os mecanismos que restam são os que resultam do peso da fiscalidade sobre os combustíveis e que são da exclusiva responsabilidade do Governo, que terá de ponderar os vários aspectos que decorrem de manter ou alterar os níveis de fiscalidade”.

ANAREC espera bom senso do Governo

A ANAREC, Associação Nacional de Revendedores de Combustíveis, acredita que é possível descer o ISP, imposto sobre combustíveis.

Para Virgílio Constantino, secretário-geral da ANAREC, o Governo deve ponderar seriamente esta decisão.

É que, se o Imposto Sobre Combustíveis não descer, esperam-se dias difíceis para as transportadoras e famílias. Por isso, Virgílio Constantino acredita no bom senso do executivo.

A ANAREC espera pela reunião com o Governo que, no início desta semana, recebeu já as associações transportadoras ANTRAM e ANTP.

in RR

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade

Leave A Reply