Arval: Estratégia para 2011 passa por parcerias no negócio do cliente

0

As necessidades de mobilidade de uma empresa merecem atenção e acompanhamento permanente. A Arval mantém uma grande flexibilidade na estrutura contratual, propondo sistematicamente ajustamentos aos clientes sempre que tal seja benéfico para eles.

A AutoHoje falou com José Madeira Rodrigues, Director Comercial da Arval, que divulgou a estratégia da Arval para fazer face à crise.

A crise na economia mundial tende a manter-se por mais algum tempo e agravada em Portugal por um Orçamento muito rigoroso. As empresas vão continuar em contenção de despesas em 2011. Qual a vossa estratégia e que soluções vão apresentar aos vossos clientes perante este cenário de austeridade?
O serviço de gestão de frotas, quando realizado o seu potencial, contém em si três vertentes de parceria. A primeira, e tradicionalmente executada de melhor ou pior forma por todas as gestoras, trata-se de assegurar a operacionalidade da frota; a segunda tem a ver com a transferência do risco financeiro e técnico (a GF assume o risco de valor residual e de manutenção); finalmente a terceira vertente consiste na formação de uma parceria estratégica. É dentro do âmbito desta terceira vertente que se poderá encontrar a resposta às questões da contenção e optimização de custos. A Arval, não descurando as primeiras 2 vertentes, já há alguns anos que se destacou na sua capacidade de olhar para os custos totais de gestão de uma frota (TCO) e, em conjunto com os seus clientes, desenhar estratégias que visem o seu controlo, alicerçada sobre uma metodologia sólida que sistematicamente revê as áreas de custo, sejam as visíveis ou invisíveis, tornando-as, assim, mensuráveis. A este propósito, temos tido várias histórias de sucesso pela Europa fora com índices de satisfação acima dos 94% e poupanças de €390 euros por ano por viatura.

Numa altura em que as empresas dirigem a sua liquidez e pedidos de crédito para os processos de produção, o AOV parece encaixar neste cenário. O aluguer operacional afigura-se como a melhor solução para os próximos anos?
Foi sempre esse um dos pontos fortes do AOV. Certamente que as empresas empregam melhor o seu capital próprio investindo na sua actividade do que em viaturas. Estão mais vocacionados para gerir o risco da sua própria actividade do que o sector automóvel, que é crescente e imprevisível (eléctricos sobre produção de viaturas na Europa, etc).

O mercado de usados começa a ser importante para as gestoras de frotas. É um negócio rentável ou uma forma de compensar a crise?
Perceber o mercado de usados é fundamental para uma gestora de frotas, quem não faz por o acompanhar tem o seu destino traçado nesta actividade. A variável mamis influente na determinação do preço mensal é o montante atribuído ao valor residual. Imagine-se, a Arval tem na sua frota mundial mais de 700 000 viaturas, um erro de 1 000 euros (uma margem de erro que não é assim tão elevada) na previsão do valor residual levaria a uma perda de €700 milhões. Com valores destes não se brinca, pelo que conhecemos e gerirmos bem o canal de venda de usados é imprescindível. A crise veio apenas agudizar este imperativo, sendo que serviu também de catalizador e acelerador de algumas iniciativas nesta área. Por exemplo, no nosso caso reforçamos as nossas plataformas de revenda com uma primeira experiência de leilões online para particulares e comerciantes e uma redinamização da nossa carteira de parceiros comerciantes de usados, o que nos permitiu reduzir em muito o recurso aos leilões físicos e, por consequência, uma melhoria relativa na nossa performance de revenda, o que por sua vez se transforma em melhores condições comerciais para os nossos clientes.

in AutoHoje – Suplemento de Gestão de Frotas

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade

Leave A Reply

 

Privacy Preference Center

Estritamente Necessário

Cookies necessários para o correcto funcionamento do site.

GDPR, __stid, __unam, PHPSESSID, __cfduid

Análise Anónima

Estes cookies permitem-nos contabilizar visitas e fontes de tráfego para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Esta é uma ferramenta bastante útil, já que nos ajuda a conhecer as páginas com maior e menor popularidade, assim como a forma como os visitantes utilizam o site.

_ga, _gid, __sharethis_cookie_test__, popupally-cookie-1

Close your account?

Your account will be closed and all data will be permanently deleted and cannot be recovered. Are you sure?