APVGN alerta para a urgência de renovar frota de autocarros a gás da STCP

1

A STCP (Sociedade de Transportes Coletivos do Porto) necessitará de renovar a frota de autocarros a gás natural dentro de pouco tempo. O alerta parte da Associação Portuguesa de Veículos a Gás Natural (APVGN), que sugere que o tema seja visado no relançamento do concurso de subconcessão da STCP. Os veículos em questão, que atualmente representam mais de metade da totalidade dos autocarros da operadora portuense, têm cumprido um papel importante na melhoria da qualidade do ar da cidade do Porto.

A Associação Portuguesa de Veículos a Gás Natural (APVGN) receia que a percentagem de autocarros a gás natural na frota da STCP (Sociedade de Transportes Coletivos do Porto) venha a diminuir, uma vez que os veículos atualmente em operação se aproximam do fim da sua vida útil. Em carta aberta, a APVGN considera que a manutenção da qualidade do ar na cidade do Porto passa pela continuidade de veículos a gás natural na frota da STCP, lamentando que o caderno de encargos para o concurso da subconcessão da operação empresa, entretanto anulado pelo Governo, não exiga a renovação da frota de veículos a gás natural.
“A qualidade do ar na cidade do Porto muito deve à iniciativa pioneira, meritória e lúcida da STCP de passar a maior parte da sua frota para o gás natural”, refere a APVGN na carta aberta.

“Este grande progresso ambiental e civilizacional alcançado encontra-se agora ameaçado. Se avançar o processo de privatização da STCP, a tendência do concorrente vencedor do concurso será reduzir o custo de investimento através da aquisição de autocarros tão baratos quanto possíveis, ou seja, com fumarentos autocarros a gasóleo. Se isto viesse a concretizar-se aumentaria brutalmente o nível de emissões poluentes no Porto, com toneladas de dióxido de enxofre, dióxidos de azoto diversos, partículas sólidas, carbono, Além disso, se a qualidade do ar na cidade infringisse as normas europeias a Câmara Municipal do Porto teria de pagar multas – tal como a de Lisboa”.

A APVGN considera que o perigo de um retrocesso dos níveis de qualidade já alcançados pela cidade do Porto é ainda mais grave pelo facto de grande parte da frota da STCP ser constituída por veículos a gás natural que já estão a atingir o limite da vida máxima para as garrafas de armazenamento definida pelo fabricante. O concurso de subconcessão da STCP foi anulado e a APVGN defende que o lançamento de um novo concurso pode constituir uma “excelente oportunidade para sanar uma gravíssima deficiência do caderno de encargos do primeiro concurso: o facto de não ter exigido aos candidatos à privatização que mantenham os veículos a gás natural na frota da STCP”.

O referido concurso será anulado mas não será lançado novo concurso, deixando em aberto a questão da privatização ou não da STCP a fim de que seja decidida pelo próximo governo. Neste caso, considerando que a frota de veículos a gás da STCP se aproxima do fim da sua vida legal, a APVGN defende que é necessário, desde já, “proporcionar à administração da empresa as condições necessárias – financeiras inclusive – para iniciar com urgência a necessária renovação da frota de modo a que seja mantida pelo menos a proporção atual de VGNs (52 por cento)”.

Por: Carlos Moura | Fonte: Transportes em Revista | Fonte (imagem): STCP

Mantenha a sua frota de autocarros na linha com a localização por GPS.

Share.

1 comentário

  1. Pingback: Projeto de Rede Ibérica de Postos a Gás Natural Levado à CE

Leave A Reply

 

Privacy Preference Center

Estritamente Necessário

Cookies necessários para o correcto funcionamento do site.

GDPR, __stid, __unam, PHPSESSID, __cfduid

Análise Anónima

Estes cookies permitem-nos contabilizar visitas e fontes de tráfego para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Esta é uma ferramenta bastante útil, já que nos ajuda a conhecer as páginas com maior e menor popularidade, assim como a forma como os visitantes utilizam o site.

_ga, _gid, __sharethis_cookie_test__, popupally-cookie-1

Close your account?

Your account will be closed and all data will be permanently deleted and cannot be recovered. Are you sure?