O AOV – Aluguer Operacional de Veículos

1

O Aluguer Operacional de Veículos, ou Renting é uma prestação de serviços e como tal oferece inúmeras vantagens para quem o contrata.

As empresas de AOV utilizam todo o tipo de veículos (ligeiros de passageiros, ligeiros de mercadorias, veículos adaptados ao transporte de valores e mesmo alguns veículos pesados até 6000 kg de peso bruto – apesar da legislação, pois a legislação não permite o aluguer de veículos de peso bruto superior), destinados aos seus comerciais, directores, distribuição, entre outros.

O maior conhecimento do Aluguer Operacional de Veículos tem levado também alguns (poucos) particulares a interessar-se por este sistema para utilização de automóvel, embora tal número seja considerado de muito reduzida expressão ou quase inexistente, ao contrário de outros países europeus como o Reino Unido, ou ao EUA onde o AOV aí também conhecido por Renting se encontra fortemente implementado.

Posteriormente passaram também a recorrer ao Aluguer Operacional de Veículos, os organismos públicos, que também necessitavam para o desenvolvimento da sua actividade de uma frota de veículos moderna e operacional.

O pagamento mensal (numa única factura) do Aluguer Operacional de Veículos inclui o veículo, manutenção, reparação, troca de pneus, assistência em viagem, seguro contra todos os riscos, cartão de combustível – tudo isto por um preço fixo no fim do mês que será mais ou menos elevado em função dos produtos escolhidos.

No aluguer operacional de veículos, a propriedade do veículo é do locador tendo a vantagem de o bem não se reflectir no balanço da empresa locatária, facilitando ainda a contabilização já que no valor do contrato poderá estar incluído os custos de manutenção do veículo, o seguro, entre outros.

Do ponto de vista da contabilização o A.O.V. – Aluguer Operacional de Veículos é seguramente, a melhor alternativa ao investimento em activos, uma vez que permite equipar a empresa com uma frota automóvel, sem um grande desembolso económico num topo de bens que pelas suas características, se desvalorizam ou se tornam obsoletos com grande rapidez.

A opção pelo Aluguer Operacional de Veículos evita às empresas mobilizar recursos financeiros, uma vez que não têm que fazer um grande desembolso inicial.

Vantagens do Aluguer Operacional de Veículos

O Aluguer Operacional de Veículos deve tanto o seu crescimento à procura dos utilizadores (quer empresas quer particulares), como aos serviços que presta e à sua incontestável atracção financeira. É um fenómeno social real que põe em marcha esta actividade.

Graças ao acompanhamento informático da empresa de A.O.V. (gestão de facturas, de combustível através de cartões de crédito fornecidos pelas empresas locadoras, do número de dias de utilização de viaturas de substituição), tudo isto deve ser tido em consideração no momento da substituição do veículo e da escolha do melhor tipo de contrato de aluguer.

Neste tipo de contratos, todo o risco inerente ao bem dado em locação corre por conta do locador, que poderá no entanto transferir esse risco para uma seguradora através de um contrato celebrado especialmente para o efeito.

O veículo deve estar registado em nome do locador, pois não nos devemos esquecer de que estamos perante um contrato de prestação de serviços, em que veículo é dado em aluguer ao locatário. O utilizador é todavia civilmente responsável perante os tribunais e entidades policiais pela sua conduta (excessos de velocidade, contravenções, utilização do veículo em actividades ilegais, entre outros).

Fonte: ARAC – Associação dos Industriais de Aluguer de Automóveis sem Condutor

Conheça as vantagens do serviço AOV ou Renting

Last modified on 2015-05-11 17:00:25 GMT. 0 comments. Top.

Cada vez mais as empresas com frotas ao serviço adquirem veículos a partir do Aluguer Operacional de Veículos ou Renting, já que as empresas que disponibilizam este serviço se ocupam de todos os encargos associados às viaturas.

Conheça as vantagens deste serviço

Competitividade – Ao tomar a decisão de proceder à terceirização da sua frota, a empresa poderá concentrar de uma forma mais intensa os seus recursos na sua actividade, delegando na empresa de AOV toda a gestão da sua frota. Deste modo a empresa cliente poderá concentrar a sua atenção na sua actividade, o que lhe permitirá um aumento da sua competitividade em relação aos seus concorrentes.

Qualidade e Produtividade – As frotas de AOV são objecto de contratos de aluguer que variam entre os 12 e os 48 meses, consoante a opção do cliente, o que possibilita aos clientes terem uma frota sempre actual e operacional, mantendo deste modo a empresa tecnologicamente actualizada em matéria de frota automóvel.

Flexibilidade – Consoante as necessidades e o crescimento do negócio, através do AOV, o cliente pode ajustar a frota às suas necessidades em termos de modelos e quantidades dos veículos que compõem a sua frota, os quais podem ser alterados de modo a adequaram-se às reais necessidades da empresa em cada momento.

Assistência Permanente – As empresas de AOV possuem serviços de assistência 24 horas por dia, durante todo o ano, os quais estão aptos a prestar serviços de apoio e manutenção, reparações e substituição de viaturas em caso do surgimento de qualquer eventualidade.

Transferência de serviços (e preocupações) das empresas clientes para as empresas de AOV:

1 – Negociação com as concessões de automóveis com vista à obtenção dos melhores preços de aquisição dos veículos;
2 – Aquisição dos veículos;
3 – Recepção e vistoria das condições dos veículos;
4 – Pagamento dos veículos às empresas vendedoras dos mesmos;
5 – Identificação das infracções cometidas com o veículo sempre que não exista intercepção do condutor/infractor;
6 – Entrega dos veículos no local convencionado com o cliente;
7 – Fornecimento de seguros para as viaturas;
8 – Gestão dos sinistros ocorridos com as viaturas;
9 – Gestão de ocorrências com as viaturas;
10 – Serviços de reboque dos veículos avariados ou sinistrados;
11 – Controle da manutenção da viatura;
12 – Fornecimento de viatura de substituição em caso de avaria, acidente, ou realização de intervenções de manutenção;
13 – Preparação dos veículos para venda em leilões, ou no mercado de ocasião;
14 – Negociação e venda dos veículos no termo dos contratos de aluguer;
15 – Gestão rigorosa das despesas do veículo durante a vigência do contrato (on-line em algumas empresas de AOV);
16 – Gestão informatizada de toda a frota.

Fonte: ARAC, Associação dos Industriais de Automóvel sem Condutor

Quem é quem no mercado de AOV ou Renting

Last modified on 2015-05-11 17:02:32 GMT. 5 comments. Top.

O mercado nacional de Aluguer Operacional de Veículos ou Renting continua, apesar da dificuldades que atravessa a economia, a ser atractivo para o tecido empresarial português. As gestoras de frotas aumentam o número de veículos a seu cargo, indicador de que as empresas nacionais recorrem cada vez mais a este tipo de empresas para tentarem ultrapassar os tempos de crise. A aposta neste tipo de mercado aumenta devido à comodidade que as gestoras de frota oferecem: as empresas deixam de se preocupar com todos os pormenores relativos às viaturas, como a manutenção e as inspecções periódicas, passando a poder concentrar-se em aumentar o lucro do seu negócio.

Conheça as principais empresas de Gestão de Frotas do nosso país

A ALD Automotive iniciou a actividade em Portugal a 20 de Novembro de 1992, ainda com a denominação MGS Gestão de Frotas, SA. Em 2001, a empresa foi assimilada pelo Grupo Société Générale, altura em que adquiriu a sua designação definitiva: ALD Automotive. Em 2003, a aquisição da Hertz Lease/Axus Internacional permite a consolidação da sua expansão. Actualmente, é a segunda maior operadora europeia e terceira mundial. Em Portugal, gere uma frota que cresceu 60% durante os últimos quatro anos, atingindo, em 2009, 11 mil veículos.

A Arval foi criada durante o ano de 1989, encontrando-se em Portugal há quase onze anos. É especialista em consultoria do aluguer operacional e gestão de frotas. Entre os seus clientes principais contam-se as grandes multinacionais do sector da distribuição de base tecnológica e farmacêutica. Actualmente, é responsável por uma frota de cerca de 9000 veículos.

A BBVA FinanZiamento Automercantil, em Portugal, actua principalmente na área da gestão de frotas, oferecendo várias soluções e serviços aos seus clientes – consultadoria; manutenção; assistência técnica; seguros; gestão de sinistros; assistência em viagem; viatura de substituição; gestão de impostos; cartões de combustível; relatórios técnicos; retoma de viaturas e gestão informática das facturas. Disponibiliza ainda soluções de aluguer comercial ou renting de equipamento, e um sistema de aluguer de equipamentos para empresas, que inclui o seguro e a manutenção.

A LeasePlan Corporation foi criada em 1963 na Holanda, tendo chegado a Portugal 30 anos depois, a 1993, sob o nome LeasePlan Portugal. Com uma frota global de 1,4 milhões de veículos, possui mais de 3000 clientes e gere, no nosso país, mais de 56 mil automóveis.

A Masterlease está em Portugal desde 1998, operando nos campos da aquisição, financiamento, gestão e remarketing de frotas. Com escritórios em Lisboa e no Porto, gere, actualmente, 7800 contratos. Parte do grupo GMAC, uma marca com 40 anos de experiência neste tipo de operações, o Grupo Masterlease possui delegações em 17 países e gere mais de 200 mil viaturas, de todas as marcas e modelos, desde ligeiros de passageiros a veículos comerciais. Ao cobrirem grande parte do globo, tornam-se uma opção a considerar para as empresas com necessidades de frota internacionais.

A BMW Financial Services iniciou as suas actividades em Portugal em 2000. A sua função é acompanhar os Clientes das marcas BMW (automóveis e motociclos) e Minil através dos serviços e produtos financeiros que mais se ajustam a cada situação, tendo um departamento específico para AOV.

A empresa disponibiliza o pacote BMW Select, que consiste num contrato de aluguer de longa duração, no qual, ao ser desenhado o plano de pagamentos, se projecta o valor residual com base na previsão do valor de mercado que o automóvel poderá atingir no seu termo. Esta solução permite rendas mensais inferiores às praticadas nos contratos de financiamento “convencionais”.

A BWM Financial Services dispõe, no nosso país, de 11 mil contratos, dos quais 3000 na área de AOV. O modelo mais procurado pelos seus clientes é o de 320d de quatro portas, seguindo-se-lhe a versão Touring. A fechar o pódio dos mais pedidos está o 520d.

A Boxer iniciou actividades em 2009, como consultora de gestão de frotas. No primeiro ano, facturou cerca de 650 mil euros. Entretanto, recentemente ganhou os contratos de manutenção e extensão de garantia de 4750 veículos da Masterlease.

A Locarent, Companhia Portuguesa de Aluguer de Viaturas, S.A., resulta de uma parceria entre o Banco Espírito Santo e a Caixa Geral de Depósitos, tendo iniciado a sua vida comercial em Maio de 2004.
O renting surgiu como forma de complementar a oferta de financiamento automóvel dos dois bancos. Gere, neste momento, uma carteira de cerca de 16 mil viaturas.

Pertença do Grupo General Electric, a GE Fleet Services está em Portugal desde 1989. Englobada na GE Capital Solutions Ibéria, é gerida por Ignacio Chico Barbier. A GE Capital Solutions possui actualmente uma frota de 48 608 automóveis.

in Fleet Magazine e Suplemento Gestão de Frotas, Automotor

Eco-frotas para reduzir custos

Last modified on 2015-05-11 17:01:19 GMT. 4 comments. Top.

Reduzir as emissões de CO2 para a atmosfera para diminuir os custos de utilização é o novo paradigma das empresas de gestão de frotas. Através de ferramentas informáticas alguns operadores lançaram ao longo do ano passado diversos programas com a marca eco.

As vendas de veículos puramente amigos do ambiente ainda não existem em Portugal. Os primeiros eléctricos estão previstos apenas para 2011 e os híbridos teimam em não descolar das tabelas de vendas. Em 2009 valeram 1% do mercado. Em Portugal, quando se fala de carros “eco”, fala-se de versões de baixos consumos e é aí que tem sido dirigido todo o esforço das marcas junto dos operadores profissionais.

Segundo a Associação Automóvel de Portugal (ACAP), em 2009, os veículos com emissões abaixo das 140 g/km representam 69% das vendas de ligeiros de passageiros, valor muito superior aos 59,4% do ano anterior. Graças a essa preferência por veículos mais amigos do ambiente – os carros que emitem menos de 140 g/km estão disponíveis em quase todos os segmentos do mercado, com excepção obviamente, para os segmentos de topo – a frota de veículos novos registou em média emissões de 136 g/km, contra 138,5 g/km no ano anterior.

Saiba mais sobre eco-frotas

O segmento “eco” tem aliás grande margem de progressão nas empresas de leasing e renting. “O seu peso nas frotas é ainda diminuto mas com expectativas de crescimento condicionadas pela difusão que este tipo de viaturas terá no mercado. Se as viaturas energeticamente eficientes passarem pelo leasing e renting”, garante à Fleet Magazine Beja Amaro, presidente da Associação Portuguesa de Leasing e Factoring (ALF).

Mas será que os automóveis de baixos consumos já são importantes na estratégia das empresas que financiam a compra de automóvel? “As preocupações ambientais estão cada vez mais presentes nas estratégias internas das empresas, sejam elas multinacionais ou PME’s, pelo que há um reflexo dessas preocupações aquando da escolha das suas frotas automóveis”, diz Beja Amaro. Por isso, os operadores têm acompanhado quer ao disponibilizar um leque mais variado de viaturas de baixas emissões, quer com serviços amigos do ambiente. Dando um exemplo, muitas gestoras oferecem aos seus clientes a possibilidade de fazer uma gestão mais eficiente e ecológica das suas frotas, identificando oportunidades de redução das emissões poluentes e respectivos consumos de combustível.

Por outro lado, refere Beja Amaro, “no leasing, as viaturas energicamente eficientes são importantes no futuro das instituições de crédito no sentido em que estas se preocupam em acompanhar a evolução do mercado”.

Nos próximos dias, apresentaremos as soluções “eco” das empresas de gestão de frotas para o meio empresarial nacional.

Conheça as empresas portuguesas de gestão de frotas

in Fleet Magazine

Eco-frotas: A solução da Arval

Last modified on 2015-05-11 17:01:18 GMT. 1 comment. Top.

O termo “eco-frotas” em Portugal tem mais a ver com economia de combustível que com veículos híbridos ou eléctricos. De facto, esta tipologia automóvel ainda está longe de se afirmar no mercado português. Não obstante, as empresas portuguesas revelam uma grande preocupação em tornar as suas frotas verdes, ou seja, económicas. A crise financeira e a escalada dos preços de combustível a isso obriga.

As empresas de gestão de frota portuguesas perceberam esta tendência e criaram soluções para acompanhar as necessidades do mercado.

A solução da Arval passa pela educação dos condutores na gestão de combustível. “O serviço de eco-condução não pode ser dissociado da abordagem TCO (Custo Total de Utilização) e da influência que o condutor tem nos custos com a mobilidade, cerca de 30%”, diz Rui Duarte, da direcção de produto da empresa.

Quem é quem no mercado de AOV ou Renting?

A formação para a eco-condução está disponível para todos os segmentos de clientes da Arval. Independentemente da dimensão da frota, a gestão de combustível é substancialmente valorizada por empresas mais maduras, multinacionais, assim como por empresas representativas do tecido nacional e das PME’s. “Existe uma considerável curiosidade por parte dos clientes em relação ao produto e à forma como está desenhado. Nomeadamente, a possibilidade de uma análise TCO, assim como a expectativa de poupanças ao efectuar a gestão de combustível da Arval”, refere Rui Duarte. “É que”, sublinha, “muitos clientes ficam surpreendidos pelos custos de combustível de uma frota, cerca de 25%, bastante superior ao inicialmente pensado”.

Eco-frotas para reduzir custos

Após a adesão ao serviço de gestão de combustível, a Arval estabelece um plano que tem em conta as necessidades de mobilidade e os condutores. “Ao nível dos condutores, por exemplo, recebem mensalmente um relatório detalhado com os seus consumos, alertas, sugestões de melhoria, tipo de consumo e custos associados”.

O serviço permite ainda que o responsável da frota do cliente analise, com uma periodicidade definida previamente com a sua equipa de gestão, os principais indicadores em temos de consumo, tipo de consumo, emissões de CO2, comportamentos de condução, taxa de sinistralidade e consumo de pneus, aspectos intimamente ligados entre si. O objectivo fundamental é identificar poupanças face ao custo total com a frota.

in Fleet Magazine

Eco-frotas: A solução da GE Fleet Services

Last modified on 2010-03-22 17:35:58 GMT. 1 comment. Top.

Já lhe demos a conhecer a solução da gestora de frotas Arval para uma frota mais económica. Conheça agora a solução da GE Fleet Services.

Na GE Fleet Services, o programa chama-se Key Solutions e foi lançado em Janeiro de 2009. Esta ferramenta dirigida aos responsáveis de frota de grandes empresas tem como objectivo permitir a redução de custos, tempo e energia. De que maneira? “Uma equipa GE especializada analisa, de uma forma global, a frota de uma empresa, apresentando soluções que permitem efectuar poupanças consideráveis, alcançadas através do focus no tempo de vida e custo dos veículos de uma empresa”, diz a GE Fleet Services.

Conheça a solução da Arval

Para João Soromenho, Director Comercial da GE Fleet Services em Portugal, “muitas empresas desconhecem os custos reais relacionados com a sua frota. Por exemplo, a taxa de emissão de CO2 é um ponto onde a empresa poderá obter uma maior poupança, designadamente pela redução nos impostos”. Um estudo feito em 2008 pela GE Fleet Services estima que ao adoptar uma gestão de frota sustentável, uma empresa pode poupar por ano e por carro 60€ e 96€ em combustível.

Quem é quem no mercado de AOV ou Renting?

Em alguns casos, os responsáveis de frota são também responsáveis por outras áreas na empresa, o que os impede de ter a disponibilidade necessária para analisar de forma eficiente a política de viaturas da empresa. Com o Key Solutions existe uma abordagem comercial que “proporciona aos gestores de frota ganharem tempo e pouparem dinheiro à empresa, ao mesmo tempo que possibilita o desenvolvimento e adopção de uma política verde”. “O Key Solutions é uma metodologia inovadora composta por ferramentas sofisticadas, que foi desenvolvida com o principal objectivo de permitir a redução de custos, tempo e energia dos responsáveis pela frota e da própria empresa”, conclui João Soromenho.

Leia mais sobre eco-frotas

In Fleet Magazine

Eco-frotas: A solução da LeasePlan

Last modified on 2010-03-23 17:47:32 GMT. 0 comments. Top.

Greenplan é a designação escolhida pela LeasePlan para o seu serviço de consultadoria de gestão de frotas com a marca “eco”. Este assenta essencialmente na monitorização de diversos aspectos da utilização do automóvel.

“Com esta monitorização, as empresas não só reduzem os custos com os veículos e com o combustível, optimizam a utilização dos veículos e planeiam de forma mais eficiente os trajectos, aumentando a produtividade nos mais diversos aspectos relacionados com a sua frota, como também melhoram a sua imagem, potenciando as suas preocupações ecológicas e responsabilidade social e ambiental”, diz à Fleet Magazine Pedro Campos Pereira, director comercial da LeasePlan.

O Greenplan está disponível para qualquer cliente da LeasePlan e o responsável da empresa diz que “os clientes que aderiram ao serviço mostram-se muito satisfeitos, apresentando ganhos significativos de produtividade que resultam de uma gestão eficiente das suas frotas”.

Leia mais: A solução da GE Fleet Services

Na prática, os clientes interessados em utilizar este serviço passam por uma auditoria que irá sugerir diversas medidas para uma maior rentabilidade. “Trimestralmente, são realizadas monitorizações que permitem avaliar o sucesso das medidas implementadas e detectar aspectos que possam ser ainda melhorados”, reforça Pedro Campos Pereira.

Conheça a solução da Arval

Adicionalmente, a aplicação online FleetReporting, permite ao cliente obter, em tempo real, relatórios com a informação detalhada sobre consumos, estado da viatura, quilometragem, e tipo de condução, entre outros dados úteis.

Quem é quem no mercado de AOV ou Renting?

Por outro lado, o simulador Greenplan permite calcular o valor a despender para compensar o CO2 emitido pelos veículos

in Fleet Magazine

Empresas frotistas apostam em ALD para adquirir frota

Last modified on 2015-05-11 17:02:30 GMT. 0 comments. Top.

Actualmente, o Aluguer de Longa Duração (ALD), é uma das formas de aquisição de viaturas mais procurada pelo meio empresarial, já que permite às empresas frotistas manter uma frota automóvel moderna e actualizada.

Este sistema consiste num contrato destinado à prestação de serviços de aluguer de viaturas por prazos alargados, normalmente entre os seis e os 60 meses. Esta modalidade, apenas disponível para veículos novos e ligeiros, permite às empresas renovar a sua frota de cinco em cinco anos.

O início do contrato define o valor das mensalidades a pagar durante o período de contrato, sendo que as mesmas são fixas e não estão sujeitas a quaisquer variações nas taxas de juro – esta é a principal vantagem deste tipo de crédito. O cliente não é obrigado a fazer o aluguer para o valor total da viatura, estando previsto reduzir o valor das prestações no máximo de 60 por cento do valor final do veículo. Este tipo de contrato permite à empresa comprar o veículo no final do contrato.

Este é um tipo de crédito especialmente vantajoso para Pequenas e Médias Empresas (PMEs), pois permite negociar a gestão e optimização do orçamento dos veículos, o prazo e a quilometragem pretendidas, bem como os serviços adicionais que se pretende incluir. A renda mensal cobre todos os serviços. As grandes empresas podem também encontrar vantagens no ALD, nomeadamente ao nível de contratos de serviços de manutenção, serviços de assistência em viagem, e benefícios fiscais. No entanto, estas empresas costumam optar pelo Aluguer Operacional de Viaturas (AOV), disponibilizado por gestoras de frota, como a LeasePlan ou a GE Fleet Services, que se encarregam de todos os pormenores da gestão de frotas.

Saiba tudo sobre o Aluguer Operacional de Viaturas (AOV)

in Expresso das Nove

Share.

Leave A Reply