ACAP revela : Vendas de automóveis crescem 23,4% em Fevereiro

0

A Associação Automóvel de Portugal (ACAP), revelou que no mês de fevereiro, os portugueses compraram mais automóveis face a igual período do ano passado. No mês agora findo, foram adquiridos 20.640 automóveis, o que representa um crescimento de 23,4%.

O maior crescimento absoluto aconteceu nas vendas de ligeiros de passageiros: mais 3.726 carros do que em fevereiro de 2015, num total de 18.025 unidades. Já no acumulado dos dois primeiros meses, o aumento é de quase seis mil carros face ao ano passado: no total, há 31.967 novos ligeiros de passageiros nas estradas portuguesas desde o início do ano.

Em termos de marcas, o top 3 mantém-se ocupado pela Renault, Peugeot e Volkswagen, embora a marca alemã tenha caído do 2º para o 3º lugar.

Já os veículos pesados registam o maior crescimento percentual, com um aumento de 48% face às vendas de fevereiro de 2015, num total de 404 camiões, e de 36,2% no acumulado de janeiro e fevereiro, correspondente a 910 unidades.

O crescimento das vendas de automóveis em Portugal não surpreende a ACAP, que invoca o “início de ano marcado por alguma turbulência”, com o anúncio de um “aumento de impostos bastante significativo” sobre o sector automóvel, para justificar parte do aumento da procura.

O Orçamento do Estado para 2016, apresentado publicamente a 5 de fevereiro, prevê o aumento dos impostos sobre os veículos e para Hélder Pedro, secretário-geral da Associação Automóvel de Portugal, isso poderá ter ajudado a aumentar as vendas de carros em fevereiro, antes da entrada em vigor dos novos montantes fiscais.

O Imposto Único de Circulação (IUC) vai aumentar 0,5% em 2016 em todos os automóveis, independentemente da cilindrada, emissões poluentes e do tipo de combustível. Já o Imposto sobre Veículos (ISV) sobe 3% na componente cilindrada e entre 10% e 20% na componente ambiental. “O sector automóvel é um dos que sofre um maior aumento de impostos. Admitimos que, prevendo isso, se tenha assistido já, em fevereiro, a alguma antecipação nas decisões de compra de carro novo e é provável que em março também se verifique esse efeito, já que o OE só é aprovado a especialidade a 18 de março e leva uns dias a entrar em vigor”, sublinha Hélder Pedro.

No entanto, o secretário da ACAP lembra que não terá sido, apenas, esse o factor a potenciar as vendas nos primeiros meses do ano. “Temos a Páscoa em março e é habitual que o mercado de rent-a-car faça a sua renovação de frota nos primeiros meses do ano”, frisa.

De qualquer forma, Hélder Pedro lembra que o sector foi, “a par da construção civil, o mais duramente fustigado com a atual crise”, o que levou ao “desaparecimento de cerca de 25% das empresas, maioritariamente PME, e de largas dezenas de milhares de postos de trabalho”. Mesmo com a recente recuperação – 36% em 2014 e 24% em 2015 -, as vendas de automóveis em Portugal “estão ainda 11% abaixo da média dos últimos 15 anos”.

Fonte: Dinheiro Vivo

Vigie a atividade dos veículos da frota da sua empresa com soluções de localização por GPS.

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade

Leave A Reply